VLT Goiânia

O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT Goiânia) proporcionará mais rapidez e comodidade no deslocamento ao longo do Eixo Anhanguera.

Serão 13,6 quilômetros que ligarão os extremos oeste e leste da capital. Movido à energia elétrica, o veículo não emite poluentes e sua via permanente será em grama, representando 100 mil m2 de área de drenagem natural.

VLT Goiânia

Todo o trecho por onde os trens passarão será revitalizado, valorizando a paisagem da capital com novas calçadas, sinalização, acessibilidade, iluminação, mobiliário urbano, paisagismo, sistema de drenagem e recuperação de oito praças. A população terá mais conforto e segurança para suas viagens. Os terminais de integração e as estações terão rampas de acessibilidade e todos os trens terão ar-condicionado.

VLT Odebrecht Goiânia

Fundada em 2010, a Odebrecht TransPort desenvolve, implanta, opera e participa de projetos nas áreas de mobilidade urbana, rodovias, portos, aeroportos e sistemas integrados de logística.

A Empresa está empenhada em contribuir para a transformação da infraestrutura do Brasil, atuando com transparência e integridade, segundo o Compromisso da Odebrecht e a Política sobre Conformidade.

VLT Goiânia Projeto

VLT Goiânia Transportes

O setor dos transportes é administrado pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT). O Sistema de transporte coletivo de ônibus transporta diariamente em todas as regiões da cidade e o entorno de Goiânia. Abrangia, em 2016, 268 linhas exploradas por 5 empresas unidas em um consórcio (Rede Metropolitana de Transporte Coletivo). O transporte público, nos anos mais recentes, é considerado insuficiente. O valor da passagem é um dos maiores entre as capitais brasileiras. A cidade também conta com o Citybus, um micro-ônibus que pretende proporcionar conforto diferenciado aos passageiros e, consequentemente, valor mais caro que o convencional.

Há também o Eixo Anhanguera, um sistema de Bus Rapid Transit (BRT) em funcionamento na Avenida Anhanguera, administrado pela estatal Metrobus. É a linha mais extensa da cidade, a qual abrange um trajeto de 13,5 km, entre as regiões leste e oeste. A passagem é a mais barata da cidade e transporta entre 200 a 300 mil pessoas por dia. Na cidade, também está em construção o BRT Norte-Sul, que envolve bairros das regiões Sul, Central, Norte e Noroeste. Em 2012, o sistema de táxis possuía uma frota de 1 470 táxis padronizados na cor branca. Também há o serviço de mototáxi, que complementa o serviço. Ainda, em termos de transporte rodoviário, Goiânia não conta com um metrô. A construção de um veículo do gênero é pauta de instituições e especialistas desde a década de 1960.





Goiânia situa-se num importante entroncamento rodoviário brasileiro. A BR-153 corta o arredor da cidade, conectando-a ao norte e ao sul do país. Além disso, se encontra com a BR-060, que liga a cidade a Brasília, num extremo, e a Campo Grande, no outro, prosseguindo até à fronteira entre o Brasil e o Paraguai. Na região norte da cidade está localizado o Aeroporto Santa Genoveva, de onde partem voos regulares para várias cidades brasileiras. Segundo a Infraero, mais de três milhões de viajantes passaram pelo aeroporto em 2015. O transporte rodoviário inter-municipal faz-se principalmente a partir do Terminal Rodoviário de Goiânia, situado no Centro, com mais de 14,4 milhões de visitas por ano e integrado ao Araguaia Shopping, existente desde 2001.

Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Goiânia contava, em outubro de 2016, com uma frota de 1 117 566 veículos. Segundo dados do IBGE em parceria com o Denatran, Goiânia sofreu um aumento de 59% em sua frota entre 2001 e 2009, saltando de 482 260 veículos para 769 165. Em relação à motos, Goiânia possui alto número de motos (224 606 em outubro de 2016). O município também possui ciclovias, geralmente concentrada em bairros das regiões sul, centro e norte, onde há um número considerável de estudantes universitários. A cidade dispõe de algumas vias de circulação rápida, como a Marginal Botafogo, Marginal Cascavel, Perimetral Norte, entre outras vias, porém o trânsito de veículos é congestionado em várias regiões da capital no horário de pico.

Outras informações e site

VLT Goiânia
4.8 (95.83%) 96 votos




Deixe seu comentário