Padroeira de Goiânia

Dia 24 de maio é feriado municipal, na cidade de Goiânia. Nessa data é comemorado o dia da padroeira da cidade, a saber, Nossa Senhora Auxiliadora.

Nossa Senhora Auxiliadora foi escolhida como padroeira da cidade devido a Primeira Igreja de Goiânia, que é hoje é conhecida como Catedral Metropolitana, ter sido dedicada a Maria, mãe de Deus, sob esse título, a 24 de dezembro de 1937, por Dom Emanuel Gomes de Oliveiro, o arcebispo do Estado de Goiás na época.

Padroeira de Goiânia

Contudo, essa escolha não foi por acaso. Na verdade, o fundamento para tal decisão se deve ao seguinte fato: à sombra de uma árvore do cerrado, no local que posteriormente abrigaria a primeira Catedral de Goiás, foi celebrada uma missa, cujo altar rústico e improvisado tinha um quadro com a efígie de Nossa Senhora Auxiliadora. Dona Gercina Borges, esposa do então Governador do Estado de Goiás e idealizador da cidade de Goiânia, Pedro Ludovico Teixeira, e primeira dama do Estado, tinha como intenção colocar sob a proteção da Virgem Auxiliadora, de quem era devota, a nova cidade que nascia, a nossa bela Goiânia.
Uma outra curiosidade que envolve Goiânia e a sua padroeira é que o primeiro templo religioso da cidade foi uma capela, onde também se instalou a primeira paróquia, na qual a patrona até os dias atuais é Nossa Senhora Auxiliadora. Quando a Arquidiocese de Goiânia foi criada, Nossa Senhora Auxiliadora foi designada como sua padroeira oficial.
E, levando em conta todo esse histórico com a santa, num gesto que denota certo patriotismo e respeito a tradição, a Câmara Municipal de Goiânia, através de uma lei, outorgou o título de Padroeira da cidade de Goiânia à Nossa Senhora Auxiliadora. No texto dessa lei, como forma de perpetuar a homenagem à Padroeira da cidade, os vereadores declararam como feriado municipal o dia da festa litúrgica de Nossa Senhora Auxiliadora, isto é, o dia 24 de maio.





Imagem de Nossa Senhora Auxiliadora

Uma preciosidade da Igreja Catedral é a imagem de Nossa Senhora Auxiliadora, Padroeira da Arquidiocese e da cidade de Goiânia e orago da nossa paróquia. Essa imagem era venerada na Igreja Matriz de Nossa Senhora Auxiliadora, no Bairro do Bom Retiro, na capital paulista. Os paroquianos costumavam chama-la de “Imagem do Milagre”, porque, numa procissão pelas ruas do Bairro, a imagem foi carregada sem ter sido fixada no andor. Eles só perceberam isso ao chegar na igreja, quando ao descer o andor a imagem ameaçou cair e foi amparada pelos circunstantes.

Em 1942, o arcebispo, Dom Emanuel Gomes de Oliveira pediu ao pároco do Bom Retiro que nos emprestasse aquela bela imagem da Virgem Auxiliadora para uma missão muito especial: presidir às comemorações do “Batismo Cultural” da nova capital do estado de Goiás.
Essa imagem foi colocada no altar preparado na Praça Cívica, onde foi celebrada a Santa Missa de inauguração oficial da cidade, no dia 5 de julho de 1942. Presidiu à Celebração Eucarística o arcebispo de Cuiabá, Dom Francisco de Aquino Correa, membro da Academia Brasileira de Letras. Depois das festividades, a Imagem não foi devolvida à Igreja do Bom Retiro. Um amigo de Dom Emanuel, morador de São Paulo, mandou esculpir uma belíssima cópia da Virgem Auxiliadora para a Matriz do Bom Retiro. E, assim, essa querida Imagem está conosco desde 1942. Ela está entronizada em nossa Catedral. Muitas vezes, no final das celebrações, a comunidade costuma estender os braços em sua direção, fazendo-lhe sua consagração pessoal e pedindo-lhe a bênção.

Padroeira de Goiânia
5 (100%) 1 voto




Deixe seu comentário